Professor Emérito da
Universidade do Minho

Departamento de Filosofia

Instituto de Letras e Ciências Humanas

Centro de Ética, Política e Sociedade (CEPS)

acilio@netcabo.pt

ORCID iD: https://orcid.org/0000-0003-0188-4066

II PRÉMIO "SAPIENTIA"

19 de Novembro de 2019

(Ler em "Prémios")

Galard%C3%A3o.jpg

Da ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA 

(Sócio-correspondente, Classe LETRAS, 3ª secção / Filosofia)

«O mestre que nunca ri de si é um mestre preconceituoso, portanto inconscientemente risível devido à cristalização de suas ideias que não são revistas, repensadas, (...) Já o 'mestre que se ri de si' não se vincula à falta segurança de algum pensamento pretensamente inquestionável; (...)».

"A Filosofia para além da Academia", Diacrítica, 26 (2) 2012, p. 23.

 

«Sauf en figeant les sociétés humaines pour en réduire entièrement l'idée même de progrès, sauf en faisant disparaître les notions de valeurs, d'idéaux, de droits et de devoirs, de responsabilité, abandonnant l'humanité aux lois d'un mécanisme planificateur ou aux seules forces de l'instinct, il paraît exclu que les hommes acceptent de vivre et surtout d'agir sans la représentation de fin, sans projet et sans avenir».

“Métaphysique et Utopie”, in L. Langlois et J.-M. Narbonne, La Métaphysique: son histoire, sa critique, ses enjeux,

Paris, Vrin / Québec Les Presses de l’Université Laval, 2000, p. 1025.

 

«A Universidade é, ela própria, e nas suas multímodas dimensões, uma expressão da cultura; e, ao longo dos tempos, em admirável conúbio, estabeleceu-se uma estreita relação entre cultura e universidade: a cultura deu corpo à universidade e esta amplificou e aprofunda a cultura. (…) Deste modo, a cultura é, na universidade, a sua própria identidade nascida na história, que ao mesmo tempo a singulariza e a torna eterna. Por diversas vezes o disse, parafraseando Pascal: na universidade, “a cultura deve ser um universo cujo centro está em toda a parte e a circunferência em parte nenhuma”».

“A Universidade, entre autonomia e heteronomia”, Scientia Juridica, LXI, 2012, nº 328, pp. 34-35.